"Só com a leitura um povo pode se tornar forte em sua cultura." (Rodrigo Poeta)

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

15º lugar no VIIº CONCURSO POESIARTE 2013


*Nome: Geraldo Trombin.
*Poesia: ÁRVORE DEVIDA.
*Cidade que representa: Americana/SP.
*Pseudônimo: eskrit'or.
*Pontuação: 357 pontos.

-Veja a poesia, que ficou em 15º lugar no VIIº CONCURSO POESIARTE:



ÁRVORE DEVIDA

Tenho devido muito.

Não tenho plantado sequer uma semente,
Já que não há mais sêmen.

Apesar de sonhar a fecundidade
De ipês e outras flores,
O útero da terra
Sabe do Saara da minha esterilidade,
Do desconserto das minhas possibilidades
Pelas tantas e tantas e tantas primaveras
Sem o desabrochar das pétalas em sorriso.

Não tenho regado direitinho
A minha árvore genealógica.
Aliás, não tenho regado é nada,
Deixando as ramificações da minha família
Abandonadas sob o escaldante sol
Do não relacionamento.

Não tenho plantado árvores,
Não tenho escrito livros,
Não tenho gerado filhos.

Não tenho cuidado muito bem do meu jardim,
Que hoje vive à espera de outros regadores
Que chegarão para derramar
Sobre ele suas divinas águas
Matando a sua vil secura;
Que hoje vive a esperança de novas flores,
Borboletas, beija-flores,
De novos odores encantadores de amores.

Porque tenho devido muito,
Vivendo só e apenas no quebra-galho,
Embaixo de sombras alheias,
Pulando de galho em galho,
Não me preocupando nenhum pouco
Com os meus antepassados,
Com o presente e o futuro,
Fragilizando o meu tronco,
A minha cabeça, o meu membro.

Tenho devido muito,
Tenho esperado tudo sempre cair do céu.
Não tenho valorizado o que é meu,
Vivo parasitando tudo o que é seu.

Sei que um dia
Vou pagar as minhas devidas dívidas
Com a sequidão do meu tempo,
Cortando todos os meus males pela raiz.

Quem sabe, quando isso acontecer,
Eu alcance a graça de virar adubo,
Fertilizando novas vidas,
Arborescendo o outro lado que existe em mim
E que é bem, bem melhor assim.

(Pseudônimo: eskrit'or)



*Comentário feito pelo jurado Emanuel Carvalho de Nata/RN:


"Que ótima leitura, rica nas palavras, uma suavidade e verdades. Também serve como reflexão, um conselho, uma mensagem, um alerta. Humildade e intenção de ajudar e procurar com a sua própria auto ajuda corrigir o quanto antes seja tare demais..."

(Emanuel Carvalho - escritor)




7 comentários:

geraldo trombin disse...

Obrigado, Rodrigo e Emanuel Carvalho... Obrigado também a todos os jurados... abraços

Jussára C Godinho disse...

Grandes verdades em lindos versos, meu amigo Gera! Parabéns!

maria da glória perez delgado sanches disse...

Gera, parabéns pelo belíssimo poema!
É inspirador!

geraldo trombin disse...

Valeu, meninas!
E vamos seguindo e sempre aprimorando e aprendendo... bjos

André L. Soares disse...

Parabéns, Geraldo.

Gostei muito do seu poema.

Grande abraço, poeta!

Lilly Araújo disse...

Querido e talentoso GERA,

Sempre um prazer enorme ler suas criações.

Parabéns por mais essa!

geraldo trombin disse...

Obrigado, André e Lilly!
Continuamos na batalha, sempre...