"Só com a leitura um povo pode se tornar forte em sua cultura." (Rodrigo Poeta)

domingo, 3 de fevereiro de 2013

13º lugar no VIIº CONCURSO POESIARTE 2013



*Nome: Amélia Marcionila.
*Poesia: Guardador de Árvores.
*Cidade que representa: Pirapetinga/MG.
*Pseudônimo:Uirapuru.
*Pontuação: 374 pontos.


-Veja a poesia, que ficou em 13º lugar no VIIº CONCURSO POESIARTE:


O Guardador de Árvores

Seiva... Sede...Sede de seiva...
Sorvendo amarguras
troncos de vítimas inocentes sangravam!
Serras, serrotes, machado empunhado
golpes mortais e machadadas fatais:
derrubadas, derrubadas,
queimadas, queimadas!.
O sangue, a seiva viva,
as folhas murchas agonizantes
a madeira extraída
na ganância do homem cruel!
Diante de tal cenário voltei à criança que fui
e virei  um Guardador de Árvores...
Pensei: onde cantará o uirapuru,
onde se esconderá o Moleque Saci
nas suas diabruras em noites de lua cheia?
E a Mula-sem-cabeça? Debaixo de que sombra
confabulará com a Cuca?
Somente a criança e a escola
poderão, na verdade,  nos ensinar
os segredos para resguardar o manto verde.

(Pseudônimo: Uirapuru)



*Comentário feito pelo jurado Fernando Aires de São Paulo/SP:


"Vocabulário claro, direto, criativa e com boa conotação com relação ao folclore."


(Fernando Aires - jornalista)



*Comentário feito pelo jurado Emanuel Carvalho de Natal/RN:


"Bastante criativo e importante o texto. O autor tenta explicar que somente as crianças e as escolas podem mostrar que através da educação é onde está o segredo para guardar com amor a Natureza."


(Emanuel Carvalho - escritor)


2 comentários:

maria da glória perez delgado sanches disse...

A minha imagem, da praia de Itanhaém, prestou-se à ilustração. É pena que a publicação não tenha indicado o crédito. De todo modo, a poesia é bela. Parabéns, Amélia!

Amélia Luz disse...

Obrigada Maria da Gloria. A imagem veio completar a poesia.
Agradeço.

Amélia Luz