"Só com a leitura um povo pode se tornar forte em sua cultura." (Rodrigo Poeta)

sábado, 30 de agosto de 2008

2°lugar no II° Concurso POESIARTE.


- 2°lugar no II° Concurso POESIARTE.
- Nome: Roque Aloísio Weschenfelder.

- Natural de Santo Cristo-RS.

-
Cidade em que representa: Santa Rosa-RS.
- Data de nascimento: 29 de maio de 1949.
- Atividades: Poeta e professor.


- 2°lugar com poema:




ARTE-FESTA BRASIL

Bombachas e cuias de chimarrão,
Esporas nas botas em danças de chote...
Choram chamamés na gaita e no violão,
Dançam o “Pezinho” a prenda com o peão.

O “Bumba meu Boi” no Pará
Vira “Farra do Boi” nas praias do Sul.
Festas caipiras em junho para São João,
“Casamentos na Roça” lembram o sertão.

Frevo e forró na festa nordestina,
Aulas de carnaval nas escolas de samba.
Estrelas, cometas e meteoros
Desfilam em carros e blocos.

Precisa com águas de cheiro lavar
Escadas da igreja do Senhor do Bom Fim.
A Bahia com muito axé é assim,
Iemanjá recebe as flores no mar.

Procissões nas Festas de Cristo e Maria
Orações a Santo Antônio e São Pedro;
Malhar o Judas no Sábado de Aleluia,
Correr em São Paulo a São Silvestre.

Sereias encantam os canoeiros;
Negrinho do Pastoreio e Curupira
São amigos do Saci Pererê nas lendas;
Seduz a mãe d’água o remador.

Padre Cícero abençoa o Ceará,
Vivem para sempre Lampião e Maria Bonita;
Os Farrapos valentes e os Maragatos
Sonham com a república Piratini.

Ainda está vivo Sepé Tiaraju.
Nas lendárias ruínas atesta o “Som e Luz”
A verdade da história de Padres e Índios
Em guerras com portugueses e espanhóis.

Convive a arte com a história.
A poesia irmana com contos e romances.
Assiste telenovelas o país inteiro
E teatro de classe a elite da sorte.

Brasil a pátria adotiva dos imigrantes
Cultua costumes do mundo inteiro,
Festas e danças das etnias humanas
Em cada nicho de tradição.

Vinho e polenta italiana,
Chope e chucrute alemão,
Serviço de chá e shitsu japonês,
Vodka russa em rum polonês.

A festa do Brasil esconde mistérios,
Turistas buscam entender a magia;
A aura circunda a alegria
Emanante de rostos felizes.

Cantam as duplas sertanejas
Rios e tropeiros do Brasil central.
Trovadores repentistas desafiam
Os versos com as rimas do nordeste.

Um samba em cada grupinho
Emana das festas cariocas,
Saúda com pandeiro e cuíca
As cordas da viola e do violão.

Na vida urbana bandas de rock,
Balada no centro, forró no norte,
Bailes e fandangos nas terras do sul;
Música e dança em profusão.

De tudo tão belo e lindo
Que triste constatação:
Apenas a criatividade popular
Dá à arte a sustentação
Ante a oficial omissão.

*Nome: Roque Aloísio Weschenfelder.

*Cidade: Santa Rosa-RS.
*Pseudônimo: Poem-art.


4 comentários:

Jairo disse...

Parabens, muito lindo. valeu

nair siebauer disse...

oi gostei muito parabes abração;;;,..

Yvonecalumby disse...

Por qto ainda é segundo lugar. Logo, logo será internacionalmente conhecido e reconhecido.
Que tamanho é o seu sonho ?

Parabéns por esta vitória e tenho certezas que muitas ainda virão !

Abçs

nair christ andrade disse...

parabens muito bonito por que fala de nossa cultura tradicionalismo e crenças